POC.US

POINT-OF-CARE ULTRASOUND COURSE FOR EMERGENCY PHYSICIANS

 

POCUS FOR EMERGENCY PHYSICIAN

 

Assista o Tutorial do Curso POC.US

 

 

Introdução

 

A Ultrassonografia de Emergência ou Point-of-Care Ultrassound (POCUS) é um exame de propedêutica médica para avaliação à beira do leito e em tempo real de pacientes em condições médicas agudas potencialmente fatais ou criticamente enfermos.

 

 

O exame POCUS apresenta as seguintes características:

  • é indicado (propedêutica) pelo médico que presta o atendimento ao paciente no momento desta avaliação,
  • realizado por esse mesmo médico durante a avaliação do paciente e em conjunto com a anamnese e exame físicos e,
  • após interpretar as imagens geradas, sempre dentro do contexto clínico do paciente, é tomada uma conduta imediata e em tempo real, sem perda de tempo ou afastamento do paciente dos cuidados médicos.

 

Diferente de uma anamnese e exame físico realizado pelo médico emergencista que pode ser extremamente limitado pela condição clínica do paciente, como numa PCR, o exame POCUS é visto como um novo pilar da propedêutica médica em sala de emergência; esse exame supre um gap desta propedêutica inicial ao fornecer informações anatômicas, funcionais e fisiopatológicas do paciente, mesmo que este não consiga gerar informações através de uma anamnese, por exemplo.

 

Dentre as aplicações do exame POCUS podemos citar:

  1. Diagnóstico e Reanimação: uso do exame POCUS para diagnóstico, reanimação e ressuscitação de pacientes gravemente chocados ou em PCR.
  2. Terapêutica e Monitorização: Uma vez que se tenha realizado um diagnóstico preciso através do uso do POCUS é possível direcionar terapêuticas e orientar esforços de forma objetiva além de acompanhar em tempo real os resultados da terapêutica focada.
  3. Sinais e Sintomas: o exame POCUS está também indicado para avaliação de pacientes em ambientes de menor complexidade/gravidade para realização de diagnósticos com base em sinais e sintomas clínicos referidos pelo paciente.
  4. Procedimentos Guiados: o exame POCUS é usado ainda para auxiliar a guiar procedimentos em tempo real em sala de emergência, aumentando a acurácia do procedimento, a segurança e confiabilidade do médico e a segurança do paciente; ainda permite reduzir custos institucionais e sociais.

 

O Núcleo de Ensino e Expertise em Ultrassom Point-of-Care reuniu o melhor do conteúdo de seus Cursos de Imersão Avançados em POCUS para criar o curso POC.USâ.

O grande diferencial do curso POC.USâé que ele foi escrito e é praticado por Médicos Emergencistas para Médicos Emergencistas

Seu conteúdo teórico foi extraído de currículos e guidelines internacionais e prático de casos reais, atendidos diariamente por nós em plantões no intra e pré-hospitalar.

 

 

 

 

           

Objetivos do Curso POC.USâ

São objetivos do Curso POC.USâ(NEXUS POINT-OF-CARE), no atendimento em Medicina de Emergência intra-hospitalar, prover conhecimento para o uso da ultrassonografia point-of-care nos seguintes temas básicos:

 

 

 

PROTOCOLOS POINT-OF-CARE – NEXUS Point-of-Care

 

Uso racional e focado de Protocolos Ultrassonográficos Focados em Medicina de Emergência: o objetivo deste capítulo é orientar o médico emergencista quanto ao uso racional da ferramenta ultrassom e em paralelo ao contexto clínico do paciente, de forma a aumentar a acurácia do exame físico, a segurança e confiabilidade do médico para tomada de condutas a beira do leito, reduzir a possibilidade de erros de interpretação de imagens e lesões inadvertidas ao paciente e os custos hospitalares através da diminuição de exames de propedêutica desnecessários, ou tempo de internação em CTI.

 

 

LUNG.USâBasic:

 

Abordagem Ultrassonográfica da Via Aérea em Medicina de Emergência: O manejo das vias aéreas é um dos maiores desafios em medicina de emergência intra-hospitalar.

O manejo da via aérea assistido por ultrassom point-of-care ocorre através do monitoramento em tempo real da intubação endotraqueal (visualização anatômica da região cervical) ou através da presença de deslizamento pleural bilateral de forma sincrônica com a ventilação através do dispositivo balão-válvula-mascara.

 

Avaliação Ultrassonográfica Pulmonar:A ultrassonografia pulmonar point-of-care é uma ferramenta fundamental para a realização de diagnósticos diferenciais de insuficiência respiratória aguda; entre as patologias passíveis de diagnóstico por US pulmonar point-of-care destaca-se: pneumotórax agudo/hipertensivo, derrame pleural (septações, empiemas, coleções), síndromes intersticiais, congestivas e infecciosas das mais diversas etiologias.

 

A extensão do exame ultrassonográfico point-of-care pulmonar para o pulmão inclui o diagnóstico diferencial de derrames pleurais de causas clínicas e traumáticas (hemotórax), doenças intersticiais / inflamatórias agudas ou crônicas e diagnóstico diferencial de causas de dispneia.

 

Dados de literatura recente evidenciam que o ultrassom pulmonar é sensível e específico para o diagnóstico de derrame pulmonar intersticial de etiologia cardíaca congestiva, sobrecarga de volume, síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA), doença pulmonar intersticial e diversas outras doenças. Para o diagnóstico de Pneumotórax a especificidade é próxima de 100%.

 

 

TRAUM.USâBasic:

Avaliação do paciente (poli) traumatizado: Os primeiros registros do uso da ultrassonografia point-of-care no atendimento ao paciente traumatizado em guerras datam da década de 70 na Europa. Em meados dos anos 80, nos Estados Unidos, o uso da ultrassonografia em pacientes traumatizados difundiu-se para o intra-hospitalar e praticamente substituiu o lavado peritoneal diagnóstica (DPL) na maioria dos centros de trauma.

O exame Focused assessment with sonography in trauma (FAST) foi incluído como parte do curso avançado de suporte de vida em trauma em 1997. O American College of Surgeons incluiu o FASTcomo uma das várias “novas tecnologias” com as quais os residentes de cirurgia devem estar expostos em seu currículo. Desde a 9ª edição do curso ATLS o exame FAST faz parte da avaliação primária de pacientes politraumatizados.

Tanto o Colégio Americano de Médicos Emergencistas quanto a Sociedade Acadêmica de Medicina de Emergência endossam o uso do FASTpara avaliação do trauma abdominal contuso. Desde 2001, o exame FAST faz parte do currículo obrigatório dos residentes de medicina de emergência.

Embora a tomografia computadorizada (TC) forneça uma avaliação de órgãos sólidos excelente e mais acurada, invariavelmente requer o transporte do paciente para um ambiente menos monitorado (daí o adágio do trauma, “a morte começa na radiologia”). Além disso, a TC requer exposição do paciente à radiação (principalmente em pediatria), além de ser mais caro.

 

A extensão do exame FAST para a avaliação do tórax (E-FAST) combina cinco exames concentrados para a detecção de:

 

  • Líquido livre intraperitoneal,

 

 

  • Líquido livre pélvico,

 

 

  • Líquido livre intrapericárdico (derrame pericárdico com tamponamento),

 

 

  • Líquido livre intratorácico (derrame pleural) e

 

 

  • Pneumotórax simples e Hipertensivo.

 

 

 

 

 

SHOCK.USâ/ F.E.C.L.S.âBasic

Avaliação Ultrassonográfica Cardíaca e Estados de Choque: A Parada cardiorrespiratória (PCR) é uma situação frequentemente encontrada nos departamentos de emergência intra e pré-hospitalar e unidades de terapia intensiva. Entretanto, a despeito dos esforços heróicos de ressuscitação cardiopulmonar (RCP) as taxas de retorno a circulação espontânea permanecem extremamente baixas.

Portanto a RCP bem-sucedida demanda que as causas potencialmente reversíveis ,5Hs e 5Ts da PCR (Pneumotórax hipertensivo, Embolia pulmonar, Tamponamento cardíaco, Hipovolemia severa/Choque, Infarto Agudo do Miocárdio e Intoxicações) em ritmo não chocável sejam diagnosticadas em tempo hábil, e que a terapêutica adequada a cada caso seja instituída precocemente e de forma segura.

 

FoCUS e FECLS

A ultrassonografia cardíaca focada (FoCUS) no suporte a vida realizada em conformidade com a ACLS e ensinada no curso FECLS, fornece uma ferramenta segundo a qual algumas destas causas potencialmente reversíveis de PCR podem ser diagnosticadas e tratadas em tempo real. A ultrassonografia cardíaca focada pode ainda ser utilizada como ferramenta complementar objetiva do ponto de vista ético para interrupção das manobras de reanimação. Esta ferramenta possibilita identificar populações de pacientes com melhores chances de ROSC e sobrevivência (AESP contrátil e AESP não contrátil)

 

L.I.M.A.S. PROTOCOL – FECLS e SHOCK.US

Protocolo de uso da Ultrassonografia Focada durante o atendimento a PCR

 

O projeto FoCUS Project Brasil (www.focusprojectbrasil.com.br) tem a missão de validar um novo protocolo de uso da ultrassonografia no atendimento a PCR e choque (L.I.M.A.s. Protocol) através da correlação ultrassonográfica multissitêmica/orgânica para estabelecimento etiológicos das causas potencialmente identificáveis, tratáveis e reversíveis de PCR.

L.I.M.A.s. Protocol, protocolo de pesquisa de ultrassonografia multissitêmica/orgânica na PCR e Choque é um protocolo realizado necessariamente de forma sequencial, lógica e obrigatoriamente em sincronia com o ACLS (para PCR) durante o intervalo/interrupção da RCP de 10 segundos para checagem de ritmo e pulso. Neste caso está indicado apenas* para situações de PCR em ritmo não chocável, isto é, assistolia e ou AESP.

 

 

 

 

PED.USâBasic

 

Avaliação ultrassonográfica em Pediatria para Emergencistas: Há um crescente interesse no exame POCUS em pediatria; tal fato é verificado pelo aumento crescente do número de publicações sobre o tema para este grupo de pacientes. O objetivo dessas publicações é evidenciar o benefício desse exame: um exame de propedêutica menos lesivo ao paciente pediátrico já que estes correm maior risco de exposição à radiação repetida.

Outro grande benefício do exame POCUS em pediatria é reduzir a necessidade de sedação para determinados exames de propedêutica uma vez que os pais ou cuidadores podem acompanhar a realização desse exame e manter as crianças tranquilas durante o procedimento.

 

 

BRAIN.USâBasic

Avaliação de doenças cerebrais agudas em Sala de Emergência: Dentre as indicações do uso do exame POCUS para diagnóstico de lesão cerebral aguda encontra-se a avaliação do paciente com traumatismo crânio-encefálico (TCE) grave e comprometimento neurológico agudo (cefaléia ou coma) para diagnóstico e terapêutica de hipertensão intracraniana (HIC).

 

 

PROCEDUR.USâBasic

A realização de procedimentos (punções venosas e paracentese) em sala de emergência, sob forte estres e contra o tempo é uma habilidade fundamental que deve ser dominada pelo médico emergencista; entretanto estes procedimentos não são isentos de complicações e seu sucesso depende significativamente da anatomia do paciente, comorbidades associadas, estados volêmicos limítrofes e habilidade do operador.

 

Punção Venosa Guiada por Ultrassom: uma dasgrandes vantagens do uso da US para punção vascular é a possibilidade de demonstração da perviedade da veia antes da canulação evitando a punção em um vaso trombosado, por exemplo; a orientação da agulha por US em tempo real otimiza a probabilidade de punção do vaso na primeira tentativa, minimizando os riscos e quase anulando as potenciais complicações; não há contra-indicações absolutas ao uso do ultrassom para orientar procedimentos.

Paracentese Guiada por Ultrassom: outragrande vantagem do uso da US para guiar o procedimento de paracentese. Através do exame realizado em tempo real é possível localizar a área peritoneal com maior volume de líquido, direcionando a agulha e reduzindo a possibilidade de lesão de alças intestinais principalmente em derrames cavitários pequenos.

Metodologia

O curso POC.USâé realizado no decorrer de dois (02) dias, sendo a carga horaria de cada dia, de 08 horas, totalizando 16 horas de curso, com emissão de certificado ao final.

O curso POC.USâinclui também a abordagem teórico-prática das situações envolvidas no atendimento ao paciente crítico/grave em sala de emergência intra-hospitalar seguindo o currículo dos principais guidelines internacionais relacionados a Medicina de Emergência:

> Via aérea e Ventilação,

> Avaliação Pulmonar em sala de emergência,

> Avaliação de Estados de choque e Expansão volêmica guiada por US,

> Parada Cardiorrespiratória (L.I.M.A.S. Protocol – FPB)

> Avaliação Neurológica Focada em Medicina de Emergência

> Avaliação Pediátrica Básica

> Procedimentos Guiados por US: Acesso Venoso e Paracentese

Cada estação prática conta com grupos de até 8 alunos por instrutor, modelos vivos, simuladores e vídeos para interpretação de imagens.

Discussão do papel clínico, ético, armadilhas, aplicações práticas e as limitações da ultrassonografia intra-hospitalar.

 

O curso POC.USâ inclui:

*Introdução aos princípios físicos ultrassonográficos focados no exame point-of-care em Medicina de Emergência,

*Apresentação dos protocolos, indicações, contra-indicações, armadilhas e limitações do exame ultrassonográfico point-of-care focado,

*Apresentação de técnicas de exame, aquisição de imagens e desenvolvimento de habilidades práticas em ultrassonografia point-of-care multiórgãos,

*Discussão de casos reais e documentados do uso em tempo real da ultrassonografia no atendimento ao paciente crítico em sala de emergência intra-hospitalar,

*Simulação realística e Hands-on trainning: Manequins e Phantoms/Simuladores interativos (Aplicativos)

 

Inscreve-se Já e não perca essa oportinidade

 

 

Professores

JULIANO LIMA SANTOS, MD

Médico Emergencista – HPS-POA

Preceptor Medicina de Emergência H.O.B./BH

Preceptor do Internato de Emergência FAMINAS/BH

Instrutor de Ultrassom de Emergência/Point-of-Care – NEXUS Point-of-Care (NEXUSPOC)

Coordenador Nacional do Pesquisa Focus Project Brasil:

Ultrassonografia Cardíaca Focada na Parada Cardiorrespiratória

CAIO NOGUEIRA, MD

R3 de Medicina de Emergência – UFMG

Médico Intervencionistano SAMU Macronorte Cisrun

Integrante do grupo de revisão científica da tradução do livro “Rosen’s Emergency Medicine: concepts and clinical practice.”

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato através do formulário abaixo.

Captcha