L.I.M.A.s. protocol: Simulado de Páscoa em Salvador

23 abr

Vídeo de Simulação do L.I.M.A.s. protocol: Protocolo de uso do Ultrassom Point-of-Care durante o processo de Ressuscitação Cardiorrespiratória na Parada Cardíaca (ACLS).

Simulado realizado no SAMU Salvador com a equipe do VIR 05: equipe liderada pelo médico Ricardo e com apoio da enfermeira Tais e condutor Luciano.

Equipe FoCUS liderada pelo médico residente de Medicina de Emergência Caio Nogueira e auxílio do acadêmico Vitor Rangel.

 

 

 

A Parada Cardiorrespiratória (PCR) é uma situação extremamente dramática para equipe médica que conduz o caso e principalmente para familiares que vivem naqueles minutos de reanimação uma dor, uma angústia e uma incerteza imensuráveis. Não há referência na literature de outra situação clínica que envolva maior prioridade médica do que o atendimento a PCR na qual a rapidez, eficácia e acurácia diagnóstica e intervencionista são cruciais e fundamentais para um melhor desfecho e sobrevivência do paciente.

O sucesso da Reanimação Cardiorrespiratória (RCP), ou seja, salvar vidas, está intrinsecamente relacionado a identificação precoce e ao tratamento imediato das causas potencialmente reversíveis / tratáveis da PCR nos ritmos não chocáveis (AESP/Assistolia), uma vez que a terapia fundamental e prioritária nos ritmos chocáveis (FV/TV) por definição é a desfibrilação elétrica.

O diagnóstico, durante a PCR, das Causas Potencialmente Reverssíveis (5TS) como o pneumotórax hipertensivo, tamponamento cardíaco, embolia pulmonar maciça, infarto agudo do miocárdio / intoxicação exógena e hipotensão/choque são na grande maioria das vezes de difícil determinação e dependentes de critérios clínicos desencorajadoramente subjetivos, de baixa sensibilidade, especificidade e acurácia levando quase que na totalidade das vezes a não identificação da causa da PCR.

Na prática é como se nós atirássemos uma moeda para cima e aguardássemos o resultado sem ter a menor idéia do que está acontecendo ou do que vai acontecer.

O Ultrassonografia Point-of-Care Focada na PCR (FoCUS) tem o enorme potencial de auxiliar na identificação destas causas potencialmente reversíveis (5Ts) de PCR nos ritmos não chocáveis e otimizar a precisão diagnóstica para a tomada de decisão clínica. Além disso o FoCUS é capaz de identificar populações de pacientes com melhores chances de sobrevivência durante a situação de PCR através da identificação e qualificação da contratilidade miocárdica.

Em última análise o médico emergencista precisa usar toda sua DEDICAÇÃO, COMPROMISSO e CONHECIMENTO para salvar vidas em larga escala com a utilização desta ferramenta, em tempo real.

O FOCUS PROJECT BRASIL (www.focusprojectbrasil.com) acontece em BH e Salvador (SAMU), terá uma duração prevista de 4 anos de pesquisa e pretende atingir uma população de mais de 16.000 pessoas (4anos) que são vítimas de Parada Cardiorrespiratória.

Temos a MISSÃO de mudar os rumos e as estatísticas do atendimento a PCR e para isso precisamos de investimento pesado em equipamentos de ultrassom portáteis, treinamento e educação permanente eficientes e reciclagem de equipes médicas e mulidisciplinares e logística para insumos e deslocamento das equipes que lideram este que é o MAIOR PROJETO DE ULTRASSONOGRAFIA CARDÍACA FOCADA NA PARADA CARDIORRESPIRATÓRIA DO MUNDO.

Visite o site, aprenda e colabore:

https://www.focusprojectbrasil.com